Coronavírus: dúvidas ou sintomas suspeitos? Fique em casa e ligue para a Vigilância Sanitária da sua cidade. Clique aqui e saiba mais.

O que está acontecendo

Você leva seu tratamento ortodôntico a sério?

Já se foi o tempo em que os tratamentos ortodônticos eram extremamente demorados. A realidade é que os avanços na área odontológica colocaram um fim nos tratamentos “a perder de vista”, e atualmente é possível conseguir resultados excelentes em menos tempo, de forma prática e indolor.

Porém, o resultado depende de uma série de fatores que inclui a colaboração do paciente, a experiência profissional do dentista e, principalmente, o cumprimento de todas as etapas do tratamento ortodôntico.

Pular etapas pode comprometer seriamente o sucesso do tratamento e prejudicar não apenas a estética do paciente, mas também sua saúde bucal. Além disso, muitas vezes a previsão de duração do tratamento pode se estender devido a imprevistos, como a necessidade de extração, cirurgia ou surgimento de problemas decorrentes da má higiene.

Quando se está em tratamento ortodôntico, muitos hábitos do dia a dia precisam ser revistos para ter sucesso seu tratamento. Conversamos com a Ortodontista Talita Caroline Bernardi (CRO/RS 18.373), da clínica parceira LGCON, e separamos 4 desses hábitos que podem interferir e atrasar o seu tratamento. Confira!

 

1- A má higiene bucal

Conforme Talita, realizar a higiene bucal durante um tratamento ortodôntico costuma ser mais demorado e o cuidado deve ser redobrado, pois são muitas peças que fazem parte dos seus dentes agora. Mas isso não é desculpa para não fazer. A limpeza precisa ir além da escovação (lembrando sempre de utilizar escova dental macia). Utilizando o fio dental específico (super floss) para “pacientes ortodônticos ou utilizando o passa-fio, fazendo o uso da escova interdental para tirar o acúmulo de placa dos dentes e bráquetes e finalizando com enxaguante, você consegue manter o equilíbrio do sorriso”. Com esse cuidado, você evita passar por outros tratamentos odontológicos, como cáries, tratamentos de canal. Tenha paciência e higienize bem!

 

2- Quebrar uma peça do aparelho

Quem nunca comeu pipoca ou outro alimento crocante e quebrou uma peça do aparelho fixo? E ainda tem aquela pessoa que vai correndo para seu dentista corrigir a pecinha solta, mas jura que só estava tomando sopa, né? Esse é um “problema que comumente acontece com os pacientes e é uma das maiores causas para o atraso do tratamento. Por isso é importante seguir todas as recomendações do seu ortodontista“, orienta Talita. É primordial ir às consultas de manutenção e evitar alimentos ou traumas que ocasionem este “acidente”.

 

3- Comer alimentos duros

Alimentos saudáveis e com uma certa “crocância”, como a maçã, ajudam a manter o fluxo salivar na boca, prevenindo os dentes das cáries, porém esse tipo de alimento deve ser cortado em pequenos pedaços. Por outro lado, existem aqueles que não são nada nutritivos e ainda colaboram com a perda de um bráquete. Talita orienta que “balas, rapaduras, pirulitos, entre outros, devem ser evitados, pelo menos, durante o tratamento ortodôntico“. Lembre-se: comer todo e qualquer tipo de alimento pode atrasar a retirada do seu aparelho. Colabore!

 

4- Faltar as consultas de manutenção

Pode ser por preguiça, porque surgiu um compromisso bem em cima da hora ou então por problemas pessoais. Ainda assim “é preciso abrir uma exceção quando se trata da saúde do seu sorriso. Adiar as consultas de manutenção do aparelho só prolonga seu tempo de uso“. Dê prioridade e “visite seu ortodontista sempre que ele achar necessário“, complementa.

A gente sabe que é muito fácil ficar curioso para mexer no aparelho, porém, não se deve de forma alguma fazer isso! O arranjo de pressões e forças estabelecidos pelo dentista farão com que o aparelho ortodôntico dê resultados. Ficar “explorando” com a língua ou os dedos, além de poder te machucar, pode desajustar o funcionamento das peças e atrapalhar o tratamento.

Casso você use aparelho ortodôntico móvelpreste muita atenção para não perdê-lo! Muitas pessoas acabam improvisando, enrolando em guardanapos e lenços, o que aumenta a probabilidade de esquecê-lo em algum lugar. Por isso, disponha sempre do estojo adequado para guardá-lo.

Compartilhe nossa matéria e divida a informação com seus amigos!

 

Para urgências, a nossa parceira LGCON possui os seguintes canais de contato: 

Lajeado e Estrela: 98595-2113 | Santa Cruz do Sul: 99288-3066

Receba nossa newsletter
Clique aqui que ligamos para você